Segredos para entrar no mercado do luxo

Publicado a 2015-10-16


Programa do ISEG desvenda ferramentas de gestão e marketing da indústria do luxo, um sector que vale 600 mil milhões de euros e que continua a crescer.

A indústria do luxo é um sector em explosão, com cada vez mais oportunidades de negócio e de emprego. Nem a crise parece ter afectado fortemente o crescimento de um sector que já vale 600 mil milhões de euros, só na Europa. O número de consumidores de luxo triplicou nos últimos 20 anos. Espera-se que, em 2020, os consumidores de luxo cheguem a 400 milhões em todo o mundo, o que significa 40 vezes o número da população portuguesa. Considerado um dos motores da economia europeia, o luxo representa cerca de 6% do PIB e emprega 1,7 milhões de pessoas. Cerca de 18 das 25 principais marcas de luxo são europeias e exportam 70% da produção. Só o sector dos bens de luxo pessoais cresceu, em média, 6% ao ano. Também "em Portugal o mercado de luxo está em franco crescimento", sublinha Helena Amaral Neto, a coordenadora do programa ‘Luxury Brand Management' do ISEG. Um fenómeno explicado "pelo grande crescimento de turismo de topo, que tem alimentado, entre outros o sector de retalho de luxo". E Lisboa foi, recentemente, eleita o sétimo destino de comprar na Europa.

As inscrições no curso de ‘Luxury Brand Management', que pode abrir a porta a um novo mundo de oportunidades de negócio e emprego, terminam na próxima semana. O programa prevê quatro dias intensos de formação (22 a 26 de Outubro) sobre os principais desafios da gestão de produtos e serviços de luxo. O orador principal é Carlos Ferreirinha, um dos maiores especialistas mundiais em marketing de produtos de luxo. Mas também participam Assunta Jiménez-Ontiveros, directora de relações públicas da Chanel para Portugal e Espanha e a princesa Masha Magaloff, que trabalhou de perto com Elizabeth Arden, Estée Lauder, Gucci, Givenchy entre muitos outros. Há também momentos dedicados ao ‘networking' entre participantes e com os oradores convidados, assim como um dia organizado em parceria com a Maserati. Mas não de que trabalhar nesta área para fazer o programa. Até porque muitas das estratégias aplicadas no marketing e gestão de marcas de luxo, podem ser aplicadas a muitos outros sectores de actividade. "Este é um excelente curso sobre marcas de luxo, como uma interessante visão de gestão e aplicabilidade prática para qualquer área de negócio", diz Sandra Lucas Ribeiro, que participou na 3ª edição deste curso.

O que falamos quando falamos de luxo

Mas afinal do que falamos quando falamos de produtos de luxo? Falamos de todos os bens e serviços "que têm uma história, características de qualidade e que estão associados à percepção de exclusividade, por serem raros, difíceis de obter, para além de serem personalizados, ou únicos", diz Helena Amaral Neto, coordenadora do programa. O carimbo de luxo não depende apenas do preço. Por exemplo, uma mala Kelly ou Birkin da Hermés, tem uma fila de espera de seis meses, e por isso é considerada produto de luxo, porque é difícil de comprar - apesar de serem produzidas cerca de 70 mil Birkins por ano.

Mas o conceito do luxo há muito que ultrapassou os bens materiais. Hoje "ter tempo ou uma experiência única são considerados bens de luxo", sublinha Isabel Jorge de Carvalho, directora-executiva da Global Press, outra das promotoras do curso.

"A combinação de intemporalidade e modernidade que fazem das marcas um sucesso". A frase é de Bernard Arnault, presidente do império de luxo da LVMH (Louis Vuitton), para caracterizar os bens de luxo. A exclusividade está também no topo da lista. No mundo dos automóveis de luxo, por exemplo, valerá mais ter um dos 40 automóveis que o ‘atelier' da italiana Pagani faz todos os anos, que um dos 4.000 Rolls-Royce produzidos anualmente. A maior categoria de vendas neste sector é o lazer, que inclui hotelaria, restauração e viagem. Segue-se o sector de automóveis de luxo e em terceiro lugar surgem os bens pessoais de luxo que incluem perfumaria e cosmética, Joalharia & relojoaria, e moda e acessórios.

Fonte: http://economico.sapo.pt/noticias/segredos-para-entrar-no-mercado-do-luxo_228720.html

Outras notícias

As mansões de luxo que José Mourinho recusou, avança o sensacionalista The Sun

Jornal The Sun revela as casas que foram propostas ao treinador português pelo...

Angelina Jolie é a nova musa da Guerlain

Há dez anos que a actriz não dava a cara a uma marca, desde o contrato com a...

AMBER HEARD FELIZ POR PODER ASSUMIR NOVO AMOR

A atriz está oficialmente divorciada de Johnny Depp desde o dia 13 de...

De "Loja com História" a apartamentos de luxo de três milhões

A mítica Tabacaria Martins, no Largo do Calhariz, fecha no final de janeiro. O...